terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Anônima


Extraído de http://thumbs.dreamstime.com/thumb_310/1221228976UfD3os.jpg


Se eu te olhasse e de ti soubesse
Nome, sobrenome, vida e história
Assim como tudo o que pudesse
Não te fazer sair da minha memória

Seria ótimo! Tal revelação parece
Imprescindível pra se ter a glória
De te amar quando que te conhece
Minha vida, mas não serias notória

Porque a saber de ti tudo de uma vez
Prefiro-te anônima, inexplorada
Para minha curiosidade e meu encanto

Deixa para mim, então, um tanto
De ti desconhecido e mostra a cada
Dia um pouco desta íntima nudez.

Francisco Libânio
23/11/08
7:35 PM
Postar um comentário