terça-feira, 30 de março de 2010

68 - Amor que passa, e passa... Este?


Amor que passa, e passa... Este?
Ah, duvido muito isso que seja amor,
Duvido até que seja algo. Perdeste
O senso. Se isto é amor – se for –

Deve ser destes de falso celeste,
Tons que se desfazem no vapor,
Artificial, sim, e isso é inconteste,
Incapaz de enganar um conhecedor

Este amor que tomaste à mão
E que passa, olha! Outros iguais
E logo este te chamou a atenção!

Se o jogares de volta com os demais
Dificilmente deles farás dele distinção
E outro amor não charas jamais.

Francisco Libânio,
31/10/09, 12:17 AM


Extraído de http://img382.imageshack.us/i/1a1aa1vr7.jpg/
Postar um comentário