terça-feira, 12 de maio de 2015

1871 - Soneto que não sobe

Querida, hoje está complicado,
Não adianta carinho ou pressão.
Não é sua culpa nem da relação,
Acontece. Dia que só dá errado,

Não funciona nem com agrado
E não me agrada essa situação,
Mas manhã é hora de negação
E o jeito é pôr isso tudo de lado.

Infelizmente insisto, teimo, persigo.
Isso não pode acontecer comigo,
Mas tento tudo e a coisa mais trai

Que ajuda. Tento com muita calma,
Tento pôr, mais que corpo, a alma,
Mas essa porra de soneto não sai.

Francisco Libânio,
08/05/15, 9:06 AM
Postar um comentário