quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Quem sou eu que me chamo de poeta


Extraído de http://1.bp.blogspot.com/_XowsJpgzWCE/SjQ6TEX-HlI/AAAAAAAAAR0/NqjyrbQx84Q/s400/DSC09080.JPG

Quem sou eu que me chamo de poeta
Insistentemente como se dom tivesse?
Por quê? Porque o faço como se fizesse
Forçar dentro de mim esta faceta

Mas um poeta... Um poeta é um asceta
Transcendendo pleno por todo esse
Problema que é criar e acima do interesse
Preterdoloso de um versejador picareta.

Quem sou eu que insisto nesses versos
Nos quais aplico dizeres tão dispersos
E sem sentido para dar minha autoria

E dizer: Sim escrevo! Mas que sou eu,
Que não escreve e sobre isso escreveu
Sonhando ser poeta noutra poesia?

Francisco Libânio,
19/08/09, 12:39 PM
Postar um comentário