terça-feira, 30 de junho de 2009

31 - Que nosso amor seja a experiência santa


Extraído de http://marinaemorena.files.wordpress.com/2009/04/casal_mc3a3os_dadas.jpg

Que nosso amor seja a experiência santa
Não dos que o juram até que a morte os separe,
Não! Que seja intenso e que nem ela o pare
Ou o quebre. Que ele seja o arauto que canta

Em melodias doces nossas histórias reais
Com tom épico a cada dificuldade vencida,
E, então, quando estivermos ao cabo da vida
Que empreste dos contos de fadas os finais.

Que nosso amor seja sincero e cotidiano
Com os espinhos a provar sua existência
E sublimá-lo assim como uma roseira

Dificulta à mão a rosa que é dela o plano,
Pois o fácil não dura e quero do amor a essência
Para durar uma eternidade inteira.

Francisco Libânio,
01/06/09, 12:16 AM
Postar um comentário