segunda-feira, 29 de junho de 2009

29 - Revelaste a mim teu lado mais impuro


Extraído de http://www.aninhacamelo.com.br/weblog/media/duloren1.jpg

Revelaste a mim teu lado mais impuro
Travestido de loucura despindo verdades,
Qual numa entrega, confessavas maldades
E pecados e as lágrimas faziam ceder o muro

Entre nós. Deixavas então de ser o obscuro
Mistério. Teus olhos pediam o perdão dos frades,
Não repararias o mal e a pior das vontades
Fez voz forte em mim revoltado e inseguro.

Insultei a ti e aos teus. Enlouqueci, ergui a mão
Para acabar contigo, para me vingar da dura
Perda e te punir por teus ardis tão feios,

Mas teus olhos e minha pouca razão
Cogitaram estar no teu veneno a minha cura
E me acalmei aninhado em teus seios.

Francisco Libânio,
15/05/09, 12:09 AM
Postar um comentário