quarta-feira, 17 de junho de 2009

Pecados


Extraído de http://2.bp.blogspot.com/_CBLoGRTVxI0/Sfl_bi9g0qI/AAAAAAAAARc/VpKFCgvYlOA/s400/1129215043_perdao.jpg

Pesam sobre mim os meus pecados
Cometidos conscientes ou involuntários,
Mas que constarão nos sumos breviários,
Independente da causa, todos anotados

Eu, de tão humano que sou, tenho vários
Defeitos e fraquezas e são incontados
Os erros de homem, estes tão condenados,
Como outros mil deslizes tão sumários

E evitáveis que cometê-los é vergonhoso.
Mas sou humano, sujeito às tentações
E delas um refém fácil de ser tomado

Se o arrependimento tiver este poderoso
Feitio de redimir, ele é a última das salvações
E me salvará deste gosto de estar errado.

Francisco Libânio,
16/06/09, 2:56 PM
Postar um comentário