quarta-feira, 10 de junho de 2009

A mulher na fila


Extraído de http://cache1.asset-cache.net/xc/200440784-001.jpg?v=1&c=NewsMaker&k=2&d=052B350AE763EDA7F14124A89EB412F7D4B40B3E875A785D


Se tem algo que eu não gosto é fila. Fila de banco, de lotérica, de tudo. Mas como tudo na vida, dá pra tirar uma flor do lodo. Quando é assim, fico observando as mulheres na fila. E quando elas estão paradas ficam mais ao sabor dos seus olhos que não precisam caçá-las como quando se elas estivessem andando.

A mulher na fila tem uma beleza cotidiana. Ali ela é bonita porque não há artifícios em excesso. As mulheres até se arrumam pra sair de casa, mas não se empetecam tanto como se fossem, por exemplo, a um bar. Você admira a beleza realçada de forma simples e não uma maquiagem que se encaixa num corpo.

A mulher na fila está, involuntariamente, disposta à observação mais detalhada enquanto o homem na fila aguarda sua vez de ser atendido. Uma vez dispostos ao mesmo fim, a mulher e o homem na fila, mais que o olhar, possibilitam-se a uma companhia mútua, a uma breve conversa até que sua vez na fila chegue. É esse o momento em que o homem deve saber aproveitar conquistando a mulher na fila para ser sua.


Francisco Libânio,

10/06/09, 10:58 AM


Postar um comentário