sexta-feira, 25 de maio de 2012

01 - 04-03-11 - O que era amor e eu quis por indiferença


O que era amor e eu quis por indiferença
Virou algo dúbio, um negócio indefinido
Restavam pontos do que eu queria elidido
Manchas de uma cor incômoda e intensa

Tentei lutar, procurei impor a desavença
Entre o que estava enredado e confundido,
Tantas coisas, tanto sentimento remoído
E envolvido por uma linha tão extensa

Quanto capaz de se enrolar em nós cegos
Que era difícil se desfazer dos apegos,
De tudo que não queria que fosse amor

E o que eu queria por indiferença não era,
Ficou esse monte de sentires, essa quimera
A me atormentar com questões onde eu for.

Francisco Libânio,
04/03/11, 10:12 PM
Postar um comentário