domingo, 19 de dezembro de 2010

Além do meu amor, eu


Além do meu amor, eu. O que tenho
Para te dar de coração pode ser nada,
Pode ser pouco, mas se eu venho
E te dou meu amor e eu em apaixonada
Oferta e olho em teus olhos que tomas
Em mãos o teu mais exclusivo presente,
Durmo tranqüilo com o melhor dos diplomas
De um bem intencionado. É que felizmente
Meu amor e eu estaremos do mal protegidos
Em boas mãos e dentro de um bom coração
Bem guardados e bem servidos.

Francisco Libânio,
19/12/10, 2:07 PM
Postar um comentário