quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

83 - Abra-se, Amor, deixe que por esta porta


Abra-se, Amor, deixe que por esta porta
Entre somente a mulher da minha vida,
Esta mulher que parecia sempre preterida,
Mas que na vida só alegra e conforta

Deixa que essa mulher que se importa
Comigo hoje e sempre entrar, ser querida,
Deixa que ela ame se perdendo abstraída
Isso é tudo que meu coração te exorta

E quando estivermos em nosso momento,
Quando nosso calor chegar a cem por cento,
Esparge sobre nós suas melhores loções,

Cubra-nos com teu manto que nos aquecerá
E eu te agradecerei com o riso que me dará
A hora em que vierem de ti nossas explosões.

Francisco Libânio,
22/12/10, 10:42 AM
Postar um comentário