segunda-feira, 23 de agosto de 2010

77 - Um beijo à noite em meio ao sono


Um beijo à noite em meio ao sono
E o sonho que eu vivia se fazia real,
Mais um e outro e então acabava o mal
Que eu vivia dormindo em abandono

E outro beijo, agora na boca, um estalo
Silencioso, tuas mãos antes nas costas
Envolviam meu corpo a fim de tomá-lo
Depois sobre meu peito estavam postas

O olhar sério, sereno e um pouco moleque
Desafiava o meu que acordava aos poucos
Como se pusesse nosso amor em xeque

Agora era te amar como nunca foste amada,
O sono que acabasse. Recusar era aos loucos
E eu te amei até te ver sobre mim deitada.

Francisco Libânio,
22/08/10, 8:00 PM
Postar um comentário