terça-feira, 24 de agosto de 2010

01 - 23-08-10


Que a loucura da cama esteja além dela,
Que a disposição de amar deitados viva
Quando nos levantarmos e esteja altiva
Para quando tivermos medo de perdê-la

Bem como estivermos perdendo o senso
E que sejam esta loucura e esta disposição
Combustível e alicerce para nossa paixão
No momento mais fraco e no mais intenso

Que a loucura e a disposição sejam juízas
De todas as nossas decisões mais sensatas
E provoquem nossas melhores loucuras

Para nos abraçarem com as doces brisas
Dos amores em violentíssimas cascatas
Após vencermos no cotidiano as agruras.

Francisco Libânio,
23/08/10, 1:54 PM
Postar um comentário