terça-feira, 5 de janeiro de 2010

52 - Disseram-me certa vez “Imitas...


Extraído de http://madalena.blogs.sapo.pt/arquivo/escrever.jpg

Disseram-me certa vez “Imitas
No que escreves o que lês dos poetas.
Tomas deles poesias já escritas,
Pões nelas as tuas rimas abjetas”

Meu bom crítico, digo-te com quietas
Ponderações que por pouco te exaltas.
Imito-os? Não, apenas os li e, repletas
De beleza eram as rimas que, de bonitas

Inspiraram e escrevo.E se nisso trago
Parecença que insinue alguma imitação,
Parece mais maldade tua do que isso

E se te achas tão puro e tão castiço
Que do mundo passas sem um arranhão
Ou o que fazes é puro ou demais vago.

Francisco Libânio,
16/08/09, 11:33 PM
Postar um comentário