quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Soneto 01 - Num momento em que amei demais


Extraído de http://static.blogstorage.hi-pi.com/bloguepessoal.com/d/da/dark/images/gd/1219095969.jpg

Num momento em que amei demais
Ou talvez me faltasse algum amor
Prometi a ela que eu seria o melhor
E lhe pedi a mão para a minha paz

Enquanto estive sob efeito de tais
Exageros ou ausências, aquele calor
Aqueceu-me e foi, de todos, o maior
Amor e não quis do mundo mais

Mas quando voltei ao meu exato,
Vi que não era ela nem nunca seria
A famosa “mulher da minha vida”

Desse doce sonho fez-se amaro fato
E, certíssima, ele fez, a partir desse dia,
De mim, uma criatura horrenda e desvalida

Francisco Libânio,
23/09/09, 3:07 PM
Postar um comentário