quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Série Sentidos 03 - Olfato


Extraído de http://1.bp.blogspot.com/_5DKUv2cWZL8/Rd5B-PTE4oI/AAAAAAAAAHY/eSXMf5yvICA/s400/beijo.jpg

Estou na sala, alheio a tudo que acontece,
Abre-se uma porta próxima. Invade um aroma
De eucalipto. A ele outro perfume se assoma
E a sala é só odores. Na porta me aparece

A Amada num roupão. E ela me toma
De assalto num abraço que bem favorece
Meu nariz. A ele, seus cheiros ela oferece
Enquanto saca da outra mão uma goma

Sabor hortelã, um aroma verde e forte.
Ela sussurra. Misturam-se eucalipto, hortelã,
Aromas da pele, da boca, do corpo inteiro

E é quando eu tenho, num lance de sorte,
Um beijo da Amada em seu doce afã
De mostrar que beijo também tem cheiro.

Francisco Libânio,
13/07/09, 12:29 AM
Postar um comentário