quinta-feira, 12 de junho de 2014

1697 - Soneto de inspiração fraquinha

Ideias, cadê vocês?

Como houve já uma insípida inspiração
Num soneto meu e agora não é melhor
A situação e vai mal o poder inspirador,
Eu luto para não intitular com repetição,

Mas deixar latente que a atual situação
É braba tanto que recaí usando o amor,
Faço umas drummondadas, poeta-mor,
Para um gás e continuar a dura missão

De sonetear, mas quando há um nada
Lá onde devia ter uma ideia encorpada,
O desespero toma conta desse poeta.

Assim, o soneto fala sobre si por ajuda,
Claro que seu desabafo em nada muda,
Mas quem devia sustenta-lo ele alfineta.

Francisco Libânio,
21/05/14, 10:02 AM
Postar um comentário