segunda-feira, 2 de junho de 2014

1691 - Soneto abaianado

Mas conhecer o Elevador Lacerda eu gostaria, sim.

Mas contra a Bahia não tenho nada,
Apenas o desejo de ir não desperta,
Não hoje nem ontem. A hora certa
Pode vir, talvez não ter sua chegada.

Vejo pelos fotos, cidade abençoada
Que é Salvador. Uma cidade coberta
De História que quem vai lá disserta
Feliz, quer voltar. A alma é encantada.

Claro, tem os idiotas e o preconceito,
Vão e voltam com um discurso feito
E dizem que a Bahia é feia, um atraso.

Baiano é preguiçoso, o papo imbecil.
Mas se eu for à Bahia, curtirei a mil
E que não iria, não farei menor caso.

Francisco Libânio,
18/05/14, 9:37 AM
Postar um comentário