quarta-feira, 11 de junho de 2014

1695 - Soneto político-literário

E o outro vai tirando ouro do nariz...

Na discussão entre o Poeta Municipal
E o Poeta Estadual num velho poema,
Incrível, mas ainda persiste esse tema
Na cena política em nosso mundo real.

Comum a poesia tenta decifrar o vitral
Que é a realidade e tirar dela emblema,
Alegoria e fábula. Quanto ao problema
Do Poeta Municipal, do Poeta Estadual

De quem bate o Poeta Federal no voto,
Tanto hoje como no passado já remoto,
É fato que com presente e futuro condiz

Como condiz o fato do despreocupado
Poeta Federal, ficar de boa no seu lado
Tirando, sem perturbação, ouro do nariz.

Francisco Libânio,
19/05/14, 12:31 PM
Postar um comentário