quarta-feira, 8 de junho de 2011

Ser intenso


Esse poeta é um homem intenso
Sendo nos ódios e nos amores,
Um homem seriamente propenso
A oferecer aos outros os melhores

Sentimentos com grande, imenso
Prazer além de dividir duras dores,
Mas se é para o bem, por extenso,
Esse poeta é para o mal. Os piores

Desejos, ele também sabe oferecer
A quem mereça tê-los ou não mereça
Coisas boas. E no caso uma peça

Apenas é o suficiente para se fazer,
Se para o bem, ofereço infinitamente,
Para o mal, a indiferença é suficiente.

Francisco Libânio,
08/06/11, 10:22 PM
Postar um comentário