sexta-feira, 24 de abril de 2009

Série Pecados - A Preguiça


Extraído de http://marianadias.files.wordpress.com/2008/03/preguica.jpg

Maldito sede, ó desejo insaciável pelo depois,
Condenais o homem à enganosa tranqüilidade,
Assaltais sua força e dilapidais sua capacidade
E assim bem vos ludibriais. Tirano é o que sois!

Sabeis que tua calma é a semente da maldade
E que vosso descanso é mau ao homem, pois
Enquanto ele repousa podeis fazê-lo em dois
Um que nada faz agora por se sentir à vontade

E outro que olha pra trás sem nada ter feito,
Mas aí, já o viciastes. Teu conselho fez efeito
E a outros conselhos teus ele dará audição.

Maldito sede, gosto pela quietude da cama,
Teu hábito vil apaga a portentosa chama
Do trabalho valoroso com a procrastinação.

Francisco Libânio,
19/04/09, 11:07 AM
Postar um comentário