quinta-feira, 30 de abril de 2009

23 - Eu a tinha como uma musa, sim, uma musa!


Extraído de http://www.rosanevolpatto.trd.br/deusaneith.html

Eu a tinha como uma musa, sim, uma musa!
Daquelas esculturais pintadas na era medieval,
Um dia, criou vida e desceu do alto do pedestal
Para dominar a mente e se declarar minha deusa,

Deusa a quem eu devia adoração sem igual,
Mas de Afrodite, ela se tornou uma Medusa
E petrificado, ela me tornava a mente confusa
Para que em seus braços, ela fosse o canal

Por onde corria de mim a inocência e dela
Viessem os ensinos e os fazeres da mais bela
Arte de amar com a qual seduzia mais e mais

Hoje, sou refém da musa, de todas mais linda,
Esta contra quem luto, mas que a cada vinda
Sua me domina e mais uma vez seu me faz.

Francisco Libânio,
03/04/09, 12:03 AM
Postar um comentário