segunda-feira, 30 de setembro de 2013

1221 - Soneto sob influência de Bethânia

Mata a pau!

Aí ela dá a porrada no peito,
É pra por o alto-falante no on!
Fácil, a mulher chega no tom
E, claro, o tudo fica perfeito.

Se canta ou recita é bem feito,
Se canta há emoção no som,
Se recita, o poema, que é bom,
Tem com Bethânia todo efeito,

Todo lirismo e além que se há.
Deve ser impregnado no DNA,
Irmã de Caetano, está na alma.

No sangue corre esse talento,
Como faz tanto contentamento
Sua voz digna de toda palma.

Francisco Libânio,
02/09/13, 4:48 PM
Postar um comentário